Locação por temporada: saiba os principais cuidados para não cair em golpes

Locação por temporada: saiba os principais cuidados para não cair em golpes

Com a chegada do verão, é normal que a locação por temporada seja muito buscada pelos brasileiros. De acordo com um estudo do Airbnb, foi constatado um aumento de 150% na procura por imóveis de temporada durante a pandemia. Para evitar problemas futuros, na hora de alugar imóveis durante as férias, é importante que os inquilinos tomem alguns cuidados e conheçam seus direitos.

Segundo Plauto Holtz, advogado, especialista em Direito do Consumidor e sócio-fundador da Holtz e Associados, é necessário estar sempre de olhos abertos. Tudo para evitar dores de cabeças tanto do locador quanto do inquilino. “Em relação aos meios de locação, é sempre bom ressaltar que os aluguéis sejam feitos, de preferência, por meios de aplicativos que são próprios para isso. Isso proporciona uma segurança maior para quem irá alugar. Além disso, é muito perigoso quando as contratações são feitas por telefone ou em sites que não são especializados no assunto”, ressalta.

É interessante que o inquilino mantenha a atenção em alguns pontos necessários, como registrar um contrato de locação, manter-se atento à tudo que estará pagando no imóvel para evitar surpresas, além de estar sempre ciente das regras de conduta previstas no Regimento Interno do local.  “Um dos problemas mais comuns relacionados a locação por temporada são os casos de fraudes. Quando o crime acontece, o consumidor descobre somente quando chega ao local do imóvel ou após o depósito feito a título de sinal. Por conta disso, é muito recorrente que os consumidores acabem saindo no prejuízo”, explica.

Pensando nisso, o advogado lista alguns cuidados que podem ser tomados para alugar imóveis na temporada. Confira: 

1. Cuidado com as fraudes

 como já citado acima, casos em que o consumidor é enganado não são novidades. Para não sair no prejuízo, é sempre bom manter os olhos abertos. “Em casos como estes, o consumidor tem o direito do reembolso total, além dos danos morais. Mas infelizmente, em quase 100% dos casos ele fica no prejuízo, já que dificilmente conseguirá encontrar o criminoso. Eles costumam sempre utilizar contas bancárias em nomes de terceiros – os tão conhecidos ‘laranjas’”, conta o advogado.

2. Mantenha-se sempre atento

 é normal que os consumidores acabem se confundindo em relação aos principais mitos e verdades sobre as locações. “A principal verdade sobre o assunto é que, como já falei, a locação através de sites especializados é confiável. Um site de locações sempre se certifica com mais segurança sobre a existência daquele locador. Já em relação ao principal mito, é que toda oferta é risco de golpe. Isso nem sempre é verdade. Fazendo a locação, através de sites especializados e com antecedência, há uma flexibilidade maior na negociação, bem como de conseguir uma boa oferta”, complementa.

3. Cuidados com o pagamento

uma das principais dicas é manter os olhos abertos com as formas de pagamento na hora de locar um imóvel. “Se a pessoa não conhece o locador, não deve antecipar depósitos ou pagamento à vista via boleto. Geralmente o criminoso exige um sinal. Sempre opte por pagar via cartão de crédito, e em parcelas, pois, caso haja problema, fica mais fácil contestar junto a operadora do cartão. E assim, reaver o dinheiro”, entende o advogado.

4. Sempre contate um advogado

por mais que em alguns momentos uma locação para temporada pareça ser fácil e rápida, é sempre importante ter o olhar de um profissional para evitar cometer erros. “A função do advogado é justamente orientar no sentido de uma contratação mais segura, sem surpresas, através da elaboração de um contrato que atenda a necessidade das partes. E, se mesmo assim houver problemas, a solução será mais rápida”, acredita. 

5. Cuidado com as ofertas

por mais que pareçam ser uma tentação, as ofertas milagrosas não existem. “Quando encontrar uma oferta exageradamente boa, desconfie sempre. Não acesse links enviados pelas pessoas, pois podem ser de sites maliciosos e certamente terão acesso aos seus dados bancários e senhas. Além disso, evite passar dados pessoais para quem não conhece. Ressalto a importância de dar preferência às plataformas próprias para locação. Elas são mais transparentes e geram uma confiança maior entre as partes”, conclui o advogado.

Capi
A autora

Capi

A Capi nasceu em 2020 no parque Barigui em uma família de capivaras, mas viu que o seu negócio mesmo não é caçar e nem procriar, é FOFOCAR. Teve sucesso muito cedo e agora, além de com  DJ oficial da RIC FM ela passa está sempre nas nossas redes sociais contando as maiores tretas dos famosos no quadro Capi Indelicada! Vem conhecer a Capi no @radioricfm no Instagram e no Facebook 😉

Deixe seu comentário

Outras notícias

Quando uma “boa intenção” pode mais atrapalhar do que ajudar o próximo

Quando uma “boa intenção” pode mais atrapalhar do que ajudar o próximo

Leia mais >>
Cientista cria terapia personalizada para tratar transtorno de personalidade

Cientista cria terapia personalizada para tratar transtorno de personalidade

Leia mais >>
QI define inteligência e influencia nas demais inteligências, aponta especialista

QI define inteligência e influencia nas demais inteligências, aponta especialista

Leia mais >>