Especialista dá dicas para professores aprimorarem as aulas online

Especialista dá dicas para professores aprimorarem as aulas online

O ano mudou, mas a necessidade de aulas virtuais continua extremamente importante nesse início de 2021 por conta da pandemia de Covid-19. Embora algumas regiões comecem a analisar o retorno das aulas presenciais, a maior parte da população estudantil deverá continuar com os estudos online por um tempo indeterminado. Essa transição da aula presencial para a aula digital foi uma grande mudança não só para os alunos, mas para os professores também que se viram obrigados a capturar a atenção de estudantes à distância e por meio de pequenas câmeras. Para isso, os educadores podem contar com a ajuda de alguns profissionais do mercado, como o professor Eduardo Gula, que dá aulas no ensino superior e se dedica a capacitar profissionais para criarem seus próprios cursos online como um negócio digital por meio do Sala de Aula online e do programa Professor Digital Wacom.

“Os professores, que, de repente, trocaram as salas de aula por suas casas tendo a câmera como plateia, tiveram que, rapidamente e da melhor forma possível, se adaptar. Esses professores merecem aplausos pelo empenho e engajamento que presenciamos. Os professores que até então lidavam com lousa, giz e projetor, passaram a lidar com câmera, iluminação, a gravar videoaulas, editar e publicar conteúdos em áudio e vídeo. Coisas que, para muitos, era um mundo novo”, comenta Gula.

“Os profissionais da educação foram alguns que mais sofreram com a pandemia de Covid-19. Por conta disso, a Wacom tem realizado uma série de ações e parcerias para auxiliar esses educadores, que são tão essenciais para todos os tipos de mercado. O programa Professor Digital da Wacom tem o objetivo de ajudar e também incentivar o mercado de ensino online a aprimorar cada vez mais a qualidade”, explica Cristiano Costa, gerente de contas B2B da Wacom no Brasil.

Kit essencial dos professores: microfone, câmera, luz, e mesa digitalizadora

Algumas ferramentas podem tornar o processo do ensino online muito melhor e ainda possuem um grande potencial pedagógico, com o benefício de facilitar muito a vida do professor para produzir aulas, sejam elas gravadas ou ao vivo.

No ensino online, mais importante que uma boa imagem de vídeo, é manter um áudio de qualidade. “Uma aula com um bom áudio e um vídeo razoável pode ser bem acompanhada pelos alunos, mas uma aula com um áudio ruim tem baixa retenção de atenção logo no início”, explica o especialista. Uma boa iluminação do ambiente onde a aula será gravada (ou realizada ao vivo) já auxilia a melhorar a imagem no vídeo.

A mesa digitalizadora é um equipamento que já é amplamente reconhecido e usado no mercado criativo. Agora, cada vez mais, tem sido adotado como ferramenta pedagógica por professores em aulas presenciais e virtuais.

“Uma mesa digitalizadora é um pequeno equipamento que você posiciona à sua frente e que comumente é usado com uma caneta que a acompanha. Ao movimentar essa caneta ou tocar na superfície da mesa digitalizadora, o ponteiro do mouse obedecerá a seus movimentos e toques. Funciona de forma muito parecida com o mouse comum ou o touchpad de um notebook, porém com um nível de sensibilidade e precisão extremamente maior e muito melhor usabilidade”, detalha o professor. “Quando se fala de mesas digitalizadoras, certamente a Wacom é a marca referência. Adquiri minha primeira mesa digitalizadora da Wacom em 2014 e a usei até há pouco, trocando para um modelo mais recente. Já usei bastante para dar minhas aulas e não tenho dúvida da durabilidade. As mesas da Wacom ainda acompanham um software que permite configurações refinadas das funções dos botões e da caneta, de forma simples e rápida.”

Softwares educacionais para auxiliar nas aulas

Durante a pandemia, para colaborar com as muitas escolas e universidades que precisaram mudar o formato do ensino para o digital, a Wacom fechou parceria com cinco softwares educacionais líderes, que tornam a transição para a educação à distância o mais tranquila possível. As soluções Collaboard, ExplainEverything, Kamiapp, Limnu e Pear Deck podem ajudar os professores a navegar melhor no ensino remoto. Combinadas com a experiência intuitiva e natural da caneta do monitor interativo Wacom One ou da mesa digitalizadora Wacom Intuos, elas fornecem quadros interativos fáceis de usar, gravação de vídeo e colaboração em tempo real para a sala de aula virtual.

O Limnu é um dos softwares de whiteboard preferidos do professor Eduardo. O software de whiteboard é tipicamente um quadro branco online que permite a escrita. Esses programas auxiliam na explicação de conteúdos com maior naturalidade. O funcionamento é bem simples também: é só usar como uma lousa de sala de aula. Pode escrever, anotar, desenhar, tudo o que precisar para tornar a explicação do conteúdo ainda mais claro para os alunos.

“Com o Lumni, o professor pode usar livremente para escrever e anotar sua explicação. Tudo de forma simples e com uma das menores curvas de aprendizado para o professor. Ele oferece uma tela inicial com apenas os elementos essenciais, simplificando o uso, exibindo botões na parte inferior para seleção de cor de escrita, espessura do traçado e criação de notas, por exemplo. Outra possibilidade é escolher se será um uso individual ou colaborativo. Ao usar de forma colaborativa, cada pessoa pode estar em um local diferente acessando remotamente o mesmo arquivo, fazendo anotações e discutindo um assunto comum. Todos podem ver e interagir com o whiteboard do Limnu, pois o programa identifica os participantes”, conta Gula.

Mais uma vantagem do Limnu, de acordo com o especialista, é que ele não precisa ser instalado na máquina, com a possibilidade de ser usado a partir do navegador de internet, gerando mais flexibilidade para o uso de acordo com os dispositivos disponíveis. “Ao adquirir sua mesa digitalizadora e cadastrar-se no site da Wacom, o professor tem vários softwares à disposição, inclusive o Limnu, podendo experimentar todas as funcionalidades por 3 meses. Depois, pode optar pelo uso gratuito ou um dos planos premium, a partir de US$5 por mês”, complementa.

Capi
A autora

Capi

A Capi nasceu em 2020 no parque Barigui em uma família de capivaras, mas viu que o seu negócio mesmo não é caçar e nem procriar, é FOFOCAR. Teve sucesso muito cedo e agora, além de com  DJ oficial da RIC FM ela passa está sempre nas nossas redes sociais contando as maiores tretas dos famosos no quadro Capi Indelicada! Vem conhecer a Capi no @radioricfm no Instagram e no Facebook 😉

Deixe seu comentário

Outras notícias

Quando uma “boa intenção” pode mais atrapalhar do que ajudar o próximo

Quando uma “boa intenção” pode mais atrapalhar do que ajudar o próximo

Leia mais >>
Cientista cria terapia personalizada para tratar transtorno de personalidade

Cientista cria terapia personalizada para tratar transtorno de personalidade

Leia mais >>
QI define inteligência e influencia nas demais inteligências, aponta especialista

QI define inteligência e influencia nas demais inteligências, aponta especialista

Leia mais >>